Matheus Bruschi Ferreira: “Na Coopec, aprendemos a ser bons cidadãos”

Matheus Bruschi FerreiraMatheus Bruschi Ferreira sempre estudou na Coopec e conta que a época da escola foi essencial para a sua formação. “Carrego os valores aprendidos na Coopec todos os dias. Foi lá que aprendi a ser um bom cidadão e a buscar seruma boa pessoa”.

Da época da escola, o egresso só tem boas recordações: “Gostava de escutar as piadas que o professor Plínio contava… Eram tão sem graças, mas a sala toda dava risada; já as histórias do professor Sandro eram difíceis de acreditar, pois era muito engraçadas; e o professor Elder (Mandioca) também brincava muito com a gente”.

A matéria preferida de Matheus sempre foi biologia, mas ele também gostava de fazer outras atividades na Coopec. “As nossas tardes eram sempre muito boas, porque ficávamos na escola tocando guitarra e jogando bola. Que época bacana!”.

Atualmente, o egresso é engenheiro agrônomo e mora em Ijuí no Rio Grande do Sul.

Hemily Marques Garcia: “A Coopec não era apenas uma escola, era uma grande família”

Hemily Marques Garcia ingressou na Coopec em 1997, quando cursava o 1º ano do Ensino Fundamental I e permaneceu até o 3º ano do Ensino Médio, em 2007. Lá, ela viveu ótimos momentos: “Estudar na Coopec foi um dos grandes privilégios da minha vida, pois não era apenas uma escola, ela era uma grande família. Nós, alunos, conhecíamos todos os funcionários pelo nome e eles sabiam o nome de cada um de nós”.

Dentre as melhores recordações, a ex-aluna relata particularidades de algumas disciplinas de que mais gostava: “Adorava as aulas de literatura do Prof. Valdemar, que ficava sentado na mesa declamando poemas lindos. Já o Prof. ‘Mandioca’, de física, adorava ‘pegar no meu pé’ fazia muitas brincadeiras durante as aulas experimentais no laboratório. As de química com o Prof. ‘Sandrão’ sempre tinham um ‘causo’ engraçado. Sem contar o Prof. Plínio, sempre com suas piadas”.

Por ter uma irmã que estuda na Coopec, Hemily frequenta até hoje os eventos da escola. “A Coopec já era excelente na minha época e está cada dia melhor. Está sempre antenada nas novidades de estudos e vestibulares, e mantém sua consciência e preocupação com as questões ambientais”.

Para não perder o contato com os colegas, a turma da egressa tenta se reunir todo ano em um churrasco. “Apesar de cada um estar em um lugar diferente e da dificuldade de encontrar uma data para que todos possam reunir, sempre que possível nos juntamos para relembrar nossas histórias e atualizar novidades da vida de cada um”.

Atualmente Hemily cursa o último ano de psicologia na UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) e acredita que está conquistando seus sonhos graças à base educacional adquiriu no colégio. “A Coopec me ensinou tudo o que está em meu histórico escolar, mas, muito mais do que isso, mostrou o significado da amizade, do respeito, do carinho e da solidariedade.”.