“Bom aluno à escola retorna” – Com 21 anos de experiência, agora a Coopec recebe filhos de egressos

coopec-rio-preto1

A melhor maneira de sentir que o trabalho foi cumprido no passado é ter filhos de egressos da Coopec estudando no colégio. Flávia Castilho Vieira é um exemplo de egresso que optou por matricular o filho na Coopec. “Matriculei o Francisco, porque já conheço a escola e confio nos funcionários que ainda estão lá. Pelo colégio ser grande e aberto acredito, que lá ele será tão feliz quanto eu fui”.

Ao entrar na Coopec, ela percebeu que a escola era especial. “Lembro que era um colégio diferente dos outros, mais liberal, bem arborizado, com regras e conceitos diferentes dos outros, o que o tornava muito interessante”.

Além de Flávia, os dois irmãos dela também estudaram na Coopec. “Era tudo uma festa, porque tinha a turma do meu irmão, a turma da minha outra irmã e a minha! Foi uma época muito divertida, na qual  conheci muitos amigos, que até hoje fazem parte da minha vida”, comenta.

A ex-aluna conta que uma das matérias preferidas era Educação Física, tanto que ela resolveu cursar o ensino superior em Educação Física na cidade de Santa Fé do Sul e, atualmente, trabalha como personal trainer para grupos especiais e de terceira idade, além de ministrar aulas de ergonomia e ginástica laboral.

Além das aulas de Educação Física que Flávia adorava, ela ia à escola para rever os amigos. “Não era somente estudar e estudar. Era estudar, conversar, fazer amigos, se divertir, fazíamos de tudo um pouco”, afirma.

Segundo a egresso, ela acredita que as mudanças são necessárias para a escola se adaptar às crianças de hoje, mas acredita que a Coopec permanece com o mesmo ideal de antigamente. “É uma escola que deixa todos à vontade, cada um faz suas escolhas. O Francisco adora estudar na Coopec, fala muito bem de lá, fez muitos amigos e está aprendendo muita coisa, e eu estou muito feliz por isso”, ressalta.